SOBRE A SYMANTEC

  • Compartilhar

News Release

Novo relatório da Symantec revela crescimento de economia virtual paralela

O valor potencial do total de bens anunciados em servidores do “mercado negro” virtual durante o período de 12 meses foi superior a $276 milhões
CUPERTINO, Calif. 24 de novembro de 2008 – Symantec Corp. (Nasdaq: SYMC) divulga hoje o Undergound Economy Report (relatório sobre o Mercado Paralelo Virtual de compra e venda de informações confidenciais). O relatório detalha uma economia paralela online que evoluiu para um mercado global eficiente em que os bens roubados e serviços relacionados a fraudes são regularmente comprados e vendidos, e em que o valor estimado dos bens oferecidos por comerciantes individuais é medido em milhões de dólares. O relatório foi gerado a partir dos dados coletados pela organização de Resposta e Tecnologia de Segurança (STAR - Symantec’s Security Technology and Response) da Symantec em servidores da economia virtual paralela entre os dias 1º de julho de 2007 e 30 de junho de 2008.

O valor potencial do total de bens anunciados observado pela Symantec foi superior a $276 milhões no período de relatório. Esse valor foi obtido a partir dos preços anunciados de bens e serviços e avaliou quanto os anunciantes conseguiriam ter de ganhos imediatos se vendessem todos os itens anunciados.

Informações de cartão de crédito representam a categoria de bens e serviços mais anunciada nesta economia virtual paralela, respondendo por 31 por cento do total. A Symantec observou que embora os números de cartão de crédito roubados sejam vendidos por valores baixos, entre $0,10 e $25 por cartão, a média de limite dos cartões de crédito roubados anunciados era de mais de $4.000. A Symantec verificou também que o valor potencial de todos os cartões de créditos anunciados durante o período de relatório era de $5,3 bilhões.

A popularidade de informações de cartão de crédito se deve provavelmente às diferentes formas com as quais esta informação pode ser obtida e usada para fraudes. Cartões de crédito são fáceis de usar para compras online, e geralmente é difícil para os vendedores e operadoras de cartão identificar e lidar com transações fraudulentas antes que os fraudadores completem essas transações e recebam seus bens. Além disso, informações de cartão de crédito são freqüentemente vendidas em pacotes (atacado), com descontos ou números gratuitos sendo oferecidos de acordo com o tamanho da compra.

A segunda categoria mais comum de bens e serviços anunciados é a de contas financeiras, respondendo por 20 por cento do total. Embora as informações roubadas sejam vendidas por valores entre $10 e $1.000, o saldo médio das contas correntes anunciadas é de aproximadamente $40.000. Calculando a média do saldo de uma conta bancária anunciada juntamente com o preço médio dos números de contas roubadas, o valor potencial de contas correntes anunciadas durante o período de relatório seria de $1,7 bilhão. A popularidade de informações de contas bancárias deve-se provavelmente ao seu potencial de alto retorno, e à velocidade com que essas retiradas podem ser feitas. Em um dos casos observados, o dinheiro foi transferido online em menos de 15 minutos para locais impossíveis de se rastrear.

Durante o período de relatório, a Symantec observou 69.130 diferentes anunciantes ativos, e um total de 44.321.095 mensagens anunciadas em fóruns piratas da economia paralela. O valor potencial do total de bens anunciados para os 10 maiores anunciantes foi de $16,3 milhões em cartões de crédito e $2 milhões em contas bancárias. Além disso, o valor potencial dos bens anunciados pelo maior anunciante identificado pela Symantec durante o período de estudo foi de $6,4 milhões.

“Conforme demonstrado no Underground Economy Report, os cibercriminosos de hoje estão prosperando com as informações que coletam sem permissão de consumidores e empresas”, diz Stephen Trilling, vice-presidente da área de Resposta e Tecnologia de Segurança da Symantec. “À medida em que esses indivíduos e grupos continuam a desenvolver novas ferramentas e técnicas para fraudar usuários legítimos do mundo inteiro, a proteção contra esses ataques torna-se uma prioridade internacional”.

A economia paralela é geograficamente diversificada e gera receitas para cibercriminosos que vão desde indivíduos que trabalham sozinhos até grupos organizados e sofisticados. Durante o período de relatório, a América do Norte hospedou o maior número desses servidores, com 45 por cento do total; Europa/Oriente Médio/África representaram 38 por cento, seguidos por Ásia-Pacífico com 12 por cento e América Latina com 5 por cento. As localizações geográficas dos servidores da economia paralela mudam constantemente para evitar a detecção.

Para acessar outras informações importantes e obter mais detalhes sobre a underground economy, visite: www.symantec.com.br/relatorio.



Sobre a Security Technology and Response (STAR) da Symantec
A organização de Resposta e Tecnologia de Segurança (STAR) da Symantec, que inclui o grupo de Resposta de Segurança, é uma equipe mundial de engenheiros de segurança, analistas e pesquisadores de ameaças que oferecem funcionalidade, conteúdo e suporte subjacentes para todas as soluções de segurança de consumidores e corporativas da Symantec. Com centros de resposta globais localizados no mundo inteiro, a STAR monitora relatórios de códigos nocivos de mais de 120 milhões de sistemas na Internet, recebendo dados de mais de 40.000 sensores de rede em mais de 200 países, e monitora mais de 25.000 vulnerabilidades que afetam mais de 55.000 tecnologias de mais de 8.000 fornecedores. A equipe usa essa vasta rede de inteligência para desenvolver e oferecer a proteção de segurança mais abrangente do mundo contra ameaças existentes e emergentes.



Sobre a Symantec A Symantec é um líder global no fornecimento de soluções de segurança, armazenamento e gestão de sistemas para ajudar empresas e consumidores a proteger e gerenciar seu mundo orientado a informações. Nossos serviços e softwares protegem contra mais riscos e cobrem mais pontos, de forma mais completa e eficiente, permitindo que o cliente confie na proteção de suas informações utilizadas ou armazenadas. Mais informações estão disponíveis em www.symantec.com.br.