SOBRE A SYMANTEC

  • Compartilhar

News Release

Symantec Divulga Resultados do Primeiro Trimestre do Ano Fiscal de 2012

MOUNTAIN VIEW, Califórnia – 28 de julho de 2010 – A Symantec Corp. (Nasdaq:SYMC) divulgou os resultados de seu primeiro trimestre do ano fiscal de 2012, encerrado no dia 1º de julho de 2011. A receita GAAP do primeiro trimestre fiscal foi de US$1.653 bilhão, um crescimento de 15 por cento em relação ao mesmo período no ano anterior e de 9 por cento depois dos ajustes de câmbio.

"O atual cenário de ameaças continua perigoso e com alvos direcionados. Além disso, o volume de informações está crescendo a velocidades sem precedentes. Por esses motivos, os clientes cada vez mais compreendem o valor do nosso portfólio exclusivo e estão ampliando seu relacionamento com a Symantec. Pelo quarto trimestre consecutivo, superamos todas as nossas principais métricas financeiras. Estamos capitalizando novas oportunidades de crescimento na nuvem e nos segmentos de mobilidade e virtualização e continuaremos a oferecer soluções para ajudar tanto consumidores finais quanto empresas a acessar e a usar com segurança as informações em várias plataformas e dispositivos", afirma Enrique Salem, Presidente e Chief Executive Officer (CEO) da Symantec.

"Nosso terceiro trimestre consecutivo com crescimento de reservas de dois dígitos resultou no trimestre de junho mais forte em termos de receita, receita diferida e fluxo de caixa das atividades operacionais na história da Symantec. Nosso resultado recorde foi impulsionado pelo excelente desempenho das ferramentas de backup, de prevenção contra perda de dados e das soluções para consumidores, bem como pela contínua estabilidade nos negócios relacionados a gerenciamento de disponibilidade e armazenamento. Além disso, nossa unidade de negócios de autenticação mais uma vez superou as expectativas e apresentou seu quarto trimestre consecutivo com resultados melhores do que esperado", disse James Beer, vice-presidente executivo e Chief Financial Officer da Symantec.

Resultados GAAP: A margem operacional GAAP do primeiro trimestre do ano fiscal de 2012 foi de 17,1 por cento em comparação com o valor de 13,5 por cento registrado no mesmo trimestre do ano passado. O lucro líquido GAAP do primeiro trimestre fiscal foi de US$ 172 milhões em comparação com um lucro líquido de US$ 161 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. O ganho diluído por ação GAAP foi de US$ 0,22 versus US$ 0,20 no mesmo trimestre do ano passado, um aumento de 10 por cento na relação ano a ano.

A receita diferida GAAP em 1º de julho de 2011 foi de US$ 3.689 bilhões em comparação com o valor de US$ 2.998 bilhões de 2 de julho de 2010, um aumento de 23 por cento no comparativo ano a ano e uma elevação de 17 por cento depois dos ajustes de câmbio. O fluxo de caixa das atividades operacionais no primeiro trimestre do ano fiscal de 2012 foi de US$ 503 milhões em comparação com o valor de US$ 335 para o mesmo período no ano passado, um aumento de 50 por cento na relação ano a ano. A Symantec encerrou o trimestre com dinheiro, equivalentes em dinheiro e investimentos de curto prazo no total de US$ 2.297 bilhões.

Resultados não-GAAP: A margem operacional não-GAAP no primeiro trimestre do ano fiscal de 2012 foi de 27 por cento em comparação com o valor de 26,5 por cento registrado no mesmo trimestre do ano passado. O lucro líquido não-GAAP no primeiro trimestre foi de US$ 309 milhões em comparação com o valor de US$ 284 milhões do mesmo período no ano anterior, um aumento de 9 por cento na relação ano a ano. O ganho diluído por ação não-GAAP foi de US$ 0,40 em comparação com o ganho diluído por ação de US$ 0,35 no mesmo trimestre do ano passado, um aumento de 14 por cento no comparativo ano a ano.

Durante o primeiro trimestre do ano fiscal de 2012, a Symantec recomprou 10 milhões de ações por US$ 198 milhões, a um preço médio de US$ 18,98. Ainda restam US$ 679 milhões autorizados pela atual diretoria para o plano de recompra de ações.

Segmentos Corporativos e Destaques Geográficos
No trimestre, o segmento de Consumo representou 32 por cento da receita total e apresentou um aumento de 11 por cento na relação ano a ano (5 por cento depois dos ajustes de câmbio). O segmento de Segurança e Conformidade representou 28 por cento da receita total e apresentou um aumento de 31 por cento na relação ano a ano (24 por cento depois dos ajustes de câmbio). O segmento de Armazenamento e Gerenciamento de Servidores representou 36 por cento da receita total e apresentou aumento de 14 por cento na relação ano a ano (7 por cento depois dos ajustes do câmbio). O segmento de Serviços representou 4 por cento da receita total e teve queda de 20 por cento na relação ano a ano (24 por cento depois dos ajustes de câmbio). O resultado era esperado devido à mudança da empresa para um modelo de consultoria liderado por parceiros. As taxas de crescimento para as áreas de Segurança e Conformidade e Serviços incluem o impacto da mudança de Serviços Gerenciados de Segurança do segmento de Serviços para o de Segurança e Conformidade.

A receita internacional representou 52 por cento da receita total no primeiro trimestre do ano fiscal de 2012 e apresentou um aumento de 21 por cento na relação ano a ano (8 por cento depois dos ajustes de câmbio). A região da Europa, Oriente Médio e África representou 29 por cento da receita total no trimestre e apresentou um aumento de 16 por cento na relação ano a ano (2 por cento depois dos ajustes de câmbio). A receita da região Ásia-Pacífico/Japão no trimestre representou 18 por cento da receita total no trimestre e teve crescimento de 29 por cento na relação ano a ano (15 por cento depois dos ajustes de câmbio). As Américas, incluindo Estados Unidos, América Latina e Canadá, representaram 53 por cento da receita total e tiveram um crescimento de 11 por cento na relação ano a ano em bases real e ajustada ao câmbio.

Destaques de aquisição

No trimestre, a unidade de negócios de segurança VeriSign teve desempenho melhor do que o esperado em todas as métricas, gerando uma receita de US$ 74 milhões, acima da nossa previsão de US$ 70 milhões. O acúmulo do ganho por ação de meio centavo foi um centavo e meio melhor do que esperado. Além disso, US$ 3 milhões da receita foram realizados a partir da aquisição da Clearwell, concluída antes do previsto no trimestre de junho.

Diretrizes para o segundo trimestre do ano fiscal de 2012
As diretrizes assumem uma taxa de câmbio de US$ 1,43 por euro para o trimestre de setembro de 2011 versus uma taxa real média ponderada de US$ 1,30 e uma taxa de US$ 1,38 por euro ao final do trimestre de setembro de 2010.

Para o segundo trimestre do ano fiscal de 2012, que terminará em 30 de setembro de 2011, o valor da receita está estimado entre US$ 1.655 bilhão e US$ 1.675 bilhão, um aumento entre 12 por cento e 13 por cento na relação ano a ano, de acordo com os valores reportados.

O ganho diluído por ação GAAP está estimado entre US$ 0,21 e US$ 0,22. O ganho diluído por ação não-GAAP está estimado entre US$ 0,38 e US$ 0,39.

A expectativa é que a receita diferida fique na faixa entre US$ 3.485 bilhões e US$ 3.515 bilhões, uma elevação entre 12 por cento e 13 por cento na relação ano a ano; de acordo com os valores reportados e alinhada aos padrões sazonais.

Sobre a Symantec
A Symantec é líder mundial no fornecimento de soluções de segurança, armazenamento e gerenciamento de sistemas para ajudar consumidores e organizações a proteger e gerenciar suas informações em um mundo conectado. Nossos softwares e serviços protegem contra mais riscos, em mais pontos, de forma completa e eficiente, oferecendo segurança onde quer que a informação esteja sendo utilizada ou armazenada. Mais informações em www.symantec.com.br.

NOTA PARA OS EDITORES: Se necessitar de mais informações sobre a Symantec Corporation e seus produtos, por favor, visite a Symantec News Room em http://www.symantec.com/news. Todos os preços estão descritos em dólares americanos e são válidos apenas para os Estados Unidos.
Symantec e o logo da Symantec são marcas registradas da Symantec Corporation ou de suas afiliadas nos Estados Unidos e em outros países. Outros nomes podem ser marcas registradas de seus respectivos proprietários.

AFIRMAÇÕES ESPECULATIVAS: Esse comunicado de imprensa contém declarações relacionadas aos nossos resultados financeiros e de negócios, que podem ser consideradas especulativas de acordo com a legislação federal de valores mobiliários dos Estados Unidos, incluindo declarações relacionadas aos custos estimados com a redução de bens, projeções de receita futura, lucro por ação e receita diferida, além de projeções de amortização de intangíveis relacionados a aquisições, remuneração baseada em ações e encargos de reestruturação. Essas declarações são sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem fazer com que os nossos resultados, níveis de atividade, desempenho ou realizações efetivas sejam materialmente diferentes dos resultados expressos ou implícitos nesse comunicado de imprensa. Tais fatores de riscos incluem aqueles relacionados a: condições econômicas gerais, manutenção dos relacionamentos com clientes e parceiros; crescimento previsto de certos segmentos de mercado, particularmente aqueles relacionados à segurança e armazenamento; o ambiente competitivo da indústria de software; mudanças em sistemas operacionais e estratégias de produtos efetuadas por fornecedores de sistemas operacionais; flutuações nas taxas de câmbio; o cronograma e a aceitação do mercado a novos lançamentos de produtos e melhorias; o desenvolvimento bem-sucedido de novos produtos e a integração de empresas adquiridas, e os níveis de aceitação de mercado que esses produtos e empresas conseguirão. Os resultados efetivos podem diferir materialmente daqueles contidos nas afirmações especulativas desse comunicado de imprensa. Não assumimos qualquer responsabilidade e não pretendemos atualizar essas declarações especulativas em caso de futuros eventos ou desenvolvimentos. Informações adicionais relativas a esses e outros fatores de risco estão na seção de Fatores de Risco do nosso Formulário 10-K para o ano encerrado em 1º de abril de 2010.

USO DE INFORMAÇÕES FINANCEIRAS NÃO-GAAP: Nossos resultados operacionais têm passado por mudanças significativas devido a uma série de aquisições, ao impacto da SFAS 123(R) e outros custos e eventos corporativos. Para ajudar os nossos leitores a entender nosso histórico de desempenho financeiro e nossos resultados futuros, nós complementamos os resultados financeiros fornecidos de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos, ou GAAP, com medidas financeiras não-GAAP. O método utilizado para produzir os resultados não-GAAP não é compatível com os métodos GAAP, e pode diferir do método usado por outras empresas. Nossos resultados não-GAAP não devem ser considerados isoladamente ou como substitutos para as medidas GAAP comparáveis, devendo ser lidos somente em conjunto com nossas declarações financeiras consolidadas preparadas de acordo com o GAAP. Nossa gerência usa regularmente nossas medidas financeiras suplementares não-GAAP internamente para compreender, gerenciar e avaliar nossos resultados e tomar decisões operacionais. Essas medidas não-GAAP estão entre os principais fatores usados pela gerência no planejamento de períodos futuros. Recomenda-se aos investidores rever a reconciliação de nossas medidas financeiras não-GAAP com os resultados GAAP comparáveis, que está anexada ao nosso comunicado de receita trimestral e pode ser encontrada, juntamente com outras informações financeiras, na página de relacionamento com o investidor em nosso endereço www.symantec.com/invest.