1. /
  • Compartilhar

Migrando para o Windows 7? Comece aqui

28 de Janeiro de 2010

Resumo

Este artigo fornece medidas práticas de migração para o Windows 7.
As primeiras críticas começam a surgir, e os usuários que migraram para o Windows 7 da Microsoft parecem estar muito satisfeitos com o novo sistema operacional.
Em uma pesquisa conduzida recentemente pela Technologizer, mais de 550 usuários que adotaram o sistema logo após o seu lançamento classificaram o seu nível geral de satisfação com o novo SO. De todos os novos usuários do Windows 7, 70% afirmaram estar "extremamente satisfeitos" e outros 24% afirmaram estar "bastante satisfeitos" com o sistema operacional.
Os críticos da plataforma deram destaque aos seguintes recursos:
  • Recursos de produtividade como bibliotecas e pesquisas federadas aceleram a manutenção e outras tarefas de rotina, para que os usuários possam se concentrar em contribuir com valor real.
  • Melhorias na segurança como o BitLocker e AppLocker isolam e protegem informações essenciais e ativos do sistema contra roubo, perda e corrupção.
  • Melhorias na conectividade como o DirectAccess e BranchCache mantêm a promessa da Microsoft de fornecer um acesso seguro e livre de problemas em toda a LAN e fora dela.
Para as empresas que desanimaram com a instabilidade e problemas de compatibilidade causados pelo Windows Vista, o predecessor do Windows 7, agora pode ser a hora de migrar.
No entanto, a migração para o Windows 7 pode ser uma tarefa desafiadora. Use este resumo técnico para obter diretrizes sobre como começar. Para obter mais detalhes, siga o link no final deste artigo.

7 Passos para o Windows 7

Um plano de migração sólido e uma solução automatizada e integrada são os principais ingredientes para se obter uma migração bem-sucedida. A Symantec, que já migrou mais de 300 milhões de desktops e notebooks para o Windows 2000, XP, Vista, e agora para o Windows 7, recomenda a seguinte abordagem de sete etapas. (Lembre-se de que nem todas as etapas são lineares e que algumas vezes você precisará voltar a uma etapa anterior, com base em novas informações.)
  • Etapa 1: Avalie o ambiente e planeje sua implementação. Descubra os dispositivos presentes na rede capture o inventário. Determine a prontidão do hardware através de relatórios. Priorize aplicativos para testar e migrar. Avalie os custos e SLAs e identifique os riscos potenciais.
  • Etapa 2: Crie imagens padrão do Windows 7. Crie imagens padrão com definições e configurações para vários usuários. Inclua na imagem básica os aplicativos que forem exigidos em todos os computadores. Crie uma imagem genérica.
  • Etapa 3: Prepare e verifique os aplicativos. Identifique os aplicativos suportados no Windows 7. Teste os aplicativos no Windows 7 e entre eles, a fim de garantir a compatibilidade no seu ambiente. Corrija os problemas através de políticas, criação de pacotes, virtualização ou, se realmente necessário, depuração e alterações no código
  • Etapa 4: Capture a personalidade e configurações do usuário.Se há um fator que determinará o sucesso ou o fracasso de uma migração de sistema operacional, esse é a transferência bem-sucedida de cada computador e as exclusivas configurações da rede, do sistema operacional, aplicativos e dados do usuário final, juntamente com outras personalizações. Nesta etapa, identifique as configurações globais a serem migradas (mapeamento de unidades de rede e impressoras, favoritos, configurações de segurança, etc.);determine as configurações de aplicativos a serem migradas, incluindo aplicativos personalizados; inclua os dados a serem transferidos ou exija que os usuários finais os transfiram; e comunique-se com os usuários finais sobre os itens que não serão incluídos na migração (como arquivos MP3, etc.).
  • Etapa 5: Reúna e automatize. Agora que todas as partes estão implementadas, é necessário interligá-las e encapsular os modelos e arquivos em uma tarefa automatizada ou uma seqüência de fluxo de trabalho. (Isso garante que após a conclusão de uma tarefa, a tarefa seguinte seja acionada automaticamente.) Crie um único fluxo de processo que inclua as seguintes etapas: implemente a imagem (Etapa 2); instale os aplicativos preparados (Etapa 3); capture as configurações de personalidade (Etapa 4); restaure as configurações de personalidade.
  • Etapa 6: Migre os sistemas. Posicione todos os servidores adicionais adquiridos como parte do plano de implementação na Etapa 1. Faça todos os ajustes necessários à rede, como a ativação do multicasting. Identifique os candidatos ao teste. Documente os casos de teste. Crie um plano piloto dividido em fases. Execute a migração.
  • Etapa 7: Avalie e crie relatórios. A análise e os relatórios após a migração permitirão que a equipe de executivos acompanhe a migração à distância, e ajudarão você a analisar os principais aspectos da migração. Nessa etapa, identifique o número total de sistemas migrados; relate os problemas encontrados durante a migração, forneça o status geral da migração; verifique as licenças.

Por que a Symantec?

As soluções da Symantec automatizarão o processo de migração para o Windows 7 do começo ao fim, avaliando o ambiente, preservando as configurações e dados dos usuários e eliminando a necessidade de tocar em cada computador durante o upgrade. As migrações com as ferramentas da Symantec são rápidas, fáceis de executar e custam menos do que outros métodos. Para obter mais informações, consulte o Symantec Windows 7 - Centro de recursos para empresas.

Retornar ao Boletim Informativo da Symantec